BLOG

EXPERHT

Recrutamento e seleção – foco em times campeões

Se você já teve a oportunidade de liderar uma equipe, por menor que seja, já se deparou com o desafio de selecionar pessoas que tenham o potencial para formar uma equipe de alto desempenho. Na verdade, essa tem sido uma preocupação constante nas empresas, já que o capital humano é cada vez mais importante para o sucesso do negócio.

Quer ter sucesso nas contratações? Veja neste arquivo alguns detalhes importantes que podem te ajudar.

Temas em destaque:

  • Importância do R&S
  • Preparando o terreno
  • Recrutamento e Seleção em ação
  • Cuidando do seu time

Importância do Recrutamento e Seleção

É bastante comum dizer que as pessoas são essenciais para o crescimento do negócio, portanto identificar os melhores talentos e fazer contratações assertivas, é sem dúvida nenhuma a contribuição mais importante da área.

Uma ação planejada e bem executada de Recrutamento e Seleção pode garantir a segurança e o equilíbrio que os times precisam para se tornar cada vez mais produtivos, já que coloca à disposição dos líderes, o potencial necessário para a realização do trabalho.

Além de prover e subsidiar os times, a atuação estratégica de R&S também deve:

  • Fazer evoluir positivamente os indicadores de turnover – Trazer as pessoas que melhor se adaptam às vagas é fundamental para a sequência do trabalho na empresa. Pessoas que se identificam com o trabalho e que atuam de acordo com seu potencial, tendem a permanecer na empresa, reduzindo a rotatividade.
  • Ampliar as possibilidades de engajamento e adesão à cultura organizacional – Ter profissionais engajados, que percebem aderência de seus valores pessoais aos valores da organização e que vivenciam amplamente a cultura é um fator essencial à produtividade. Através do processo de recrutamento e seleção é possível realizar testes de fit cultural que garantem bons índices de aderência.
  • Apoiar planos de desenvolvimento – Ações de recrutamento bem estruturadas ajudam a reconhecer o potencial das pessoas, identificando com clareza os aspectos que devem ser trabalhados dentro dos planos de desenvolvimento da organização.
  • Subsidiar a formação de equipes de alto desempenho – Atuação do recrutamento e seleção é fundamental para alicerçar o trabalho das lideranças na formação das equipes. A parceria da área com os gestores torna os processos cada vez mais assertivos e permite determinar com precisão o perfil adequado para as vagas.

Cientes da importância de ter bons profissionais em seus times, as empresas têm dedicado atenção aos processos seletivos e procurado meios para atingir seus objetivos de contratação. Mesmo assim, é comum saber da frustração de quem não consegue encontrar o potencial ideal para ocupar as posições da empresa. Vamos ver como podemos organizar um processo rápido e assertivo para garantir os melhores talentos.

Preparando o terreno.

Processo seletivo bem estruturado começa muito antes da abertura da vaga e do anúncio nas redes. Entender a missão de cada área, saber as atividades necessárias para cumprir os objetivos e ter uma boa descrição do cargo é imprescindível. A partir desta descrição, é possível entender requisitos técnicos, formação e perfil comportamental ideais para o trabalho.

De posse da descrição e dos requisitos, estruture etapas necessárias para avaliar adequadamente os candidatos. Entrevistas presenciais? Testes? Análise comportamental? O que deve ser feito para garantir que os requisitos solicitados serão avaliados? Mais que isso, estruturar o processo seletivo deve ser uma ação de constante renovação, sempre baseada na reflexão sobre cada vaga. Nada de utilizar o teste x ou a análise y só porque alguém sugeriu. Verifique a empresa, estude a vaga, pense qual a melhor maneira de identificar o potencial das pessoas e crie as etapas necessárias. Pense na experiência dos candidatos e humanize o processo.

Atenção – humanizar o processo não significa fazer tudo manualmente, use ferramentas para automatizar ações, digitalize e desburocratize as etapas, tenha sistemas para agilizar análises e filtros de perfil, use tudo que a tecnologia dispõe, mas priorize o respeito às pessoas e inclua em seu processo todo o necessário para dar acolhimento e clareza aos candidatos.

Pense antes de anunciar, imagine que é um dos candidatos e verifique se estão claros:

  • Apresentação da empresa e desafios da posição
  • Escopo da vaga, nível exigido e a quem se reporta.
  • Requisitos técnicos e comportamentais, imprescindíveis e desejáveis.
  • Condições de contratação, local, endereço, modalidade, online versus híbrido, horários, data de início e benefícios.

Quanto maior a segurança do candidato ao se aplicar, maior o interesse e a dedicação ao processo. Isso melhora o nível de resposta ao anúncio e garante profissionais mais alinhados ao que está buscando.

É muito importante dedicar um tempo à estruturação do processo. Inclua os requisitantes, compartilhe informações com os entrevistadores, explique internamente as etapas do processo, prepare toda a infra necessária para ter sucesso.

Recrutamento e Seleção em ação

Processo estruturado e anúncio em mãos, agora é o momento de agir!

Faça um estudo das fontes que podem gerar as melhores respostas ao seu anúncio, veicule o anúncio, verifique os resultados. Busque sempre maneiras de inovar e de tornar o seu processo seletivo atraente para o público que está procurando. Tenha sistemas e recursos adequados para a triagem dos candidatos, automatize o envio de mensagens para agendamento de entrevistas e feedback aos candidatos não selecionados. Concentre-se nos perfis mais aderentes e inicie as entrevistas.

Importante – Tenha um roteiro estruturado para suas entrevistas e faça anotações sobre o potencial dos candidatos. Questões cruciais para o fechamento da vaga devem ser feitas para todos, assim você poderá comparar o nível de adequação das respostas de cada pessoa. Anote o que for relevante, não se deixe trair pela memória e nem se deixe impressionar por algum aspecto isolado do candidato. Depois de concluir testes, entrevistas, análise de fit cultural, perfil comportamental, tenha um short list de candidatos e parta para análises finais. Compartilhe suas impressões com o líder, gestor ou requisitante de vaga. Se você é o próprio gestor da vaga, inclua pessoas que terão contato frequente com o profissional e verifique opiniões.

Lembre-se de explicar as etapas aos candidatos, considere a importância de promover uma experiência positiva ao longo do processo. Dê feedback a todas as pessoas que participaram, mantenha objetividade, clareza e respeito.

Cuidando do seu time

Finalizadas as análises e concluídas as etapas, chegou o momento da contratação. Assessore, apoie a entrada do candidato na empresa. Faça todo o necessário até certificar-se de que documentos e questões burocráticas tenham sido totalmente esclarecidas. Apoie o onboarding se for possível, procure manter a proximidade e entender o nível de satisfação obtido com essa contratação.

Entenda que o trabalho de recrutamento e seleção só se completa quando há real perspectiva de adaptação e de bom desempenho. Coloque foco na parceria com os gestores e mantenha total empatia, considere-se parte dos times e aproxime-se da realidade do trabalho que exercem. Conheça as áreas de atuação, estude as posições e os requisitos e procure manter a mente aberta a novas maneiras de trabalhar. Questione-se: como posso melhorar a qualidade do processo seletivo? Busque o aperfeiçoamento das práticas que utiliza.

Atualmente existem consultorias especializadas em RH, que já contam com sistemas e expertise para o desenvolvimento das etapas que comentamos e que podem, em parceria com a empresa, tornar a atuação do recrutamento cada vez mais estratégica. Busque apoio especializado e tenha a confiança necessária para montar um time de sucesso!

Quer saber mais? Entre em contato conosco e conheça as soluções que utilizamos para encontrar os melhores profissionais e apoiar os objetivos do negócio.

Para mais dicas como esta, clique aqui para voltar ao blog e conferir outras matérias.